terça-feira, 13 de dezembro de 2011

o que diz o Código Brasileiro de Transito sobre bicicletas

Para quem ainda não sabe como se portar no trânsito, de que lado trafegar, ou para os motoristas que não sabem como agir quando há um ciclista na mesma via, vejamos o que diz a Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997, do Código de Trânsito Brasileiro, que dispõe, entre outros temas, sobre regras e penalidades envolvendo ciclistas e condutores de automóveis.

O Capítulo III estabelece as normas gerais de circulação e conduta, e seu artigo 29 diz que: IV – quando uma pista de rolamento comportar várias faixas de circulação no mesmo sentido, são as da direita destinadas ao deslocamento dos veículos mais lentos e de maior porte, quando não houver faixa especial a eles destinada, e as da esquerda, destinadas à ultrapassagem e ao deslocamento dos veículos de maior velocidade; Portanto, ciclista, siga sempre pela direita da pista… V – o trânsito de veículos sobre passeios, calçadas e nos acostamentos, só poderá ocorrer para que se adentre ou se saia dos imóveis ou áreas especiais de estacionamento; …e nunca circule sobre a calçada (lembrando que a palavra “veículo” vale, aqui, para automóveis e bicicletas). XI – todo condutor ao efetuar a ultrapassagem deverá: [...] b) afastar-se do usuário ou usuários aos quais ultrapassa, de tal forma que deixe livre uma distância lateral de segurança; Motoristas devem guardar cerca de 1,5m de espaço de segurança entre seus veículos e as bicicletas quando as estiverem ultrapassando… XII, § 2º Respeitadas as normas de circulação e conduta estabelecidas neste artigo, em ordem decrescente, os veículos de maior porte serão sempre responsáveis pela segurança dos menores, os motorizados pelos não motorizados e, juntos, pela incolumidade dos pedestres. …e devem respeitá-las, zelando pela sua segurança. E por aí vai…

Art. 34. O condutor que queira executar uma manobra deverá certificar-se de que pode executá-la sem perigo para os demais usuários da via que o seguem, precedem ou vão cruzar com ele, considerando sua posição, sua direção e sua velocidade.

[...] Art. 36. O condutor que for ingressar numa via, procedente de um lote lindeiro a essa via, deverá dar preferência aos veículos e pedestres que por ela estejam transitando. [...] Art. 38. Parágrafo único. Durante a manobra de mudança de direção, o condutor deverá ceder passagem aos pedestres e ciclistas, aos veículos que transitem em sentido contrário pela pista da via da qual vai sair, respeitadas as normas de preferência de passagem.

[...] Art. 49. O condutor e os passageiros não deverão abrir a porta do veículo, deixá-la aberta ou descer do veículo sem antes se certificarem de que isso não constitui perigo para eles e para outros usuários da via. E aqui mais algumas instruções para os ciclistas: Art. 58. Nas vias urbanas e nas rurais de pista dupla, a circulação de bicicletas deverá ocorrer, quando não houver ciclovia, ciclofaixa, ou acostamento, ou quando não for possível a utilização destes, nos bordos da pista de rolamento, no mesmo sentido de circulação regulamentado para a via, com preferência sobre os veículos automotores. Mais claro, impossível. O código garante o direito dos ciclistas de trafegar pelas ruas e o dever dos motoristas de respeitá-los ali.

Art. 59. Desde que autorizado e devidamente sinalizado pelo órgão ou entidade com circunscrição sobre a via, será permitida a circulação de bicicletas nos passeios. O capítulo seguinte, o IV, trata dos pedestres e condutores de veículos não motorizados.

Art. 68. § 1º O ciclista desmontado empurrando a bicicleta equipara-se ao pedestre em direitos e deveres. A seção II do capítulo IX versa sobre a segurança dos veículos: Art. 105. São equipamentos obrigatórios dos veículos, entre outros a serem estabelecidos pelo CONTRAN: [...] VI – para as bicicletas, a campainha, sinalização noturna dianteira, traseira, lateral e nos pedais, e espelho retrovisor do lado esquerdo. No capítulo XV, sobre as infrações: Art. 201. Deixar de guardar a distância lateral de um metro e cinqüenta centímetros ao passar ou ultrapassar bicicleta: Infração – média; Penalidade – multa. [...] Art. 255. Conduzir bicicleta em passeios onde não seja permitida a circulação desta, ou de forma agressiva, em desacordo com o disposto no parágrafo único do art. 59: Infração – média; Penalidade – multa; Medida administrativa – remoção da bicicleta, mediante recibo para o pagamento da multa. Responsabilidades para motoristas e ciclistas.

(informações e texto copiados de http://bemvindocicloturista.com.br/blog/2011/11/18/normas-de-trafego-para-bicicletas-de-acordo-com-o-codigo-de-transito-brasileiro/ )

SOLICITAÇÃO DE BICICLETÁRIO

1. Proposta deste comunicado

Alertar para a importância do cumprimento da Lei Municipal nº 14.266/07, e esclarecer sobre o ganho de imagem que o estabelecimento ou condomínio terá ao atender bem os ciclistas, mostrando que a instalação de estacionamento para bicicletas é simples, não requer grandes investimentos e minimiza riscos de imagem e de problemas com a fiscalização municipal. Além disso, passa algumas dicas sobre como implementar adequadamente um bicicletário.

2. O problema
A falta de locais apropriados e seguros para o estacionamento da bicicleta é um dos principais problemas para quem a utiliza como meio de transporte em São Paulo e um dos fatores limitadores para sua adoção em maior escala, impelindo as pessoas a continuarem usando cada vez mais o automóvel, o que piora continuamente a situação do trânsito na cidade.
Em boa parte dos casos, a falta de um bicicletário ocorre pelo desconhecimento de que a bicicleta é considerada um veículo pelo Código de Trânsito Brasileiro e de que seu uso é estimulado e defendido por políticas públicas e leis.
Apesar das dificuldades, dados de 2007 mostram que naquele ano mais de 300 mil pessoas já se deslocavam diariamente pela cidade de São Paulo usando bicicletas. E esse número só tem aumentado. São cada vez mais visitantes, colaboradores e clientes se deslocando com esse meio de transporte. Gente que merece ser tão bem atendida quanto quem chega com seu automóvel - e que não vai congestionar a entrada e saída do estacionamento ou as ruas ao redor, nem lotar um grande espaço com poucas dezenas de seus veículos, como ocorre com os carros.

3. O ganho de imagem
Receber bem os ciclistas é apresentar um diferencial verde e agregar esse valor à imagem da empresa. Esse diferencial pode ser explorado como iniciativa em prol da sustentabilidade, tão valorizada hoje em dia. Muitas empresas acrescentam a infraestrutura de apoio a visitantes, colaboradores e clientes ciclistas à lista de iniciativas de cunho social e/ou sustentável que praticam, tendo-a no mesmo patamar de outras como reciclagem de resíduos sólidos e políticas de economia de água e energia elétrica.
Cada vez mais empresas apostam no apoio ao ciclista como ação de baixo custo para fortalecer a imagem e diferenciá-los da concorrência, valorizando seus produtos, serviços e ações.

4. A legislação
São Paulo, apesar do atraso inescusável, já percebe o potencial da bicicleta como importante modal de transporte, estimulando e defendendo seu uso através de algumas leis. Entre elas:
A Lei Municipal nº 13.995/05, que estabelece a obrigatoriedade de estacionamentos para bicicletas em locais públicos de grande afluxo de pessoas, incluindo supermercados: http://www.nossasaopaulo.org.br/portal/files/Lei13995.pdf
A Lei Municipal nº 14.266/07, que criou o “Sistema Cicloviário do Município de São Paulo” e reafirma a obrigatoriedade de estacionamentos para bicicletas em locais de grande afluxo de pessoas, incluindo condomínios, e reconhece a bicicleta como “modo de transporte para as atividades do cotidiano”. http://www.nossasaopaulo.org.br/portal/files/Lei14266.pdf
5. Modelos de bicicletário
Existem vários modelos de bicicletário que podem ser adotados. As diretrizes de construção e instalação podem ser consultadas neste endereço: http://www.transporteativo.org.br/site/Banco/7manuais/guia_bicicletarios_apbp_v6.pdf
Deve-se dar preferência aos bicicletários em forma de “U” invertido ou similares, pois os tipos que prendem a roda dianteira ou traseira danificam os aros e componentes da bicicleta, podendo gerar reclamações e até pedidos de reparação de danos. Os bicicletários em forma de gancho são ainda piores, pois dificultam sua utilização por mulheres e pessoas com menor estatura ou força física, tornam bastante complicado trancar adequadamente a bicicleta e também oferecem risco de danos ao veículo.
Além disso, em muitas bicicletas as rodas podem ser retiradas sem uso de ferramentas. Por isso, ao contrário das motocicletas, prender uma bicicleta pela roda não é suficiente para manter o veículo travado.
Existem no exterior modelos automatizados de estacionamentos para bicicletas, mais modernos, compactos, seguros e agradáveis, embora demandando um investimento maior. Um exemplo é o que pode ser visto nesse vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=S4H2y-dZ_Tk
Os modelos em “U” invertido costumam resolver bem o problema, principalmente quando instalados em área interna ou sob supervisão.

6. O que é importante em um bicicletário
(i) Indispensável: localização próxima à entrada do estabelecimento e onde haja bom trânsito de pessoas, ou em estacionamento com acesso restrito, para garantir a segurança;
(ii) Indispensável: visibilidade, garantindo que o ciclista reconheça imediatamente o local apropriado para o estacionamento de seu veículo ou como chegar a ele, evitando que o deixe em local que atrapalhe o fluxo de pessoas ou de outros veículos;
(iii) Recomendável: acesso facilitado (alguns locais têm bicicletários no 2º ou 3º subsolo, o que dificulta o acesso e a saída já que a bicicleta depende de propulsão humana) e local arejado e coberto garantem comodidade ao ciclista e incentivam sua atividade.
(iv) Recomendável: uma bancada de apoio ou um banco próximo ao bicicletário, quando possível, é bastante útil para apoiar os pertences enquanto se retira o cadeado da bicicleta.
(v) Armários e vestiários aumentam em muito a utilização e a repercussão positiva do bicicletário junto a seus utilizadores, estimulando bastante a propaganda boca a boca sobre o estabelecimento.

7. Local indicado para instalação do estacionamento de bicicletas no seu estabelecimento
O local identificado como mais apropriado em seu estabelecimento, considerando facilidade de acesso, visibilidade, segurança e conforto para os ciclistas e os usuários é a área próxima ao __.
Nesse local a segurança é naturalmente reforçada pela presença constante de pessoas que passam próximo ao local.
O local é amplo e pode abrigar os veículos sem atrapalhar o fluxo de pedestres ou de outros veículos.

8. Responsabilidade social e sustentabilidade
O cumprimento espontâneo da Lei Municipal nº 14.266/07 é sinônimo de responsabilidade social, maturidade democrática e preocupação ambiental.
A promoção do bem estar coletivo e da qualidade de vida, o incentivo à mudança de paradigma em relação aos meios de transporte disponíveis na cidade e a contribuição para minimizar os efeitos do excesso de trânsito causado pelo afluxo de pessoas para seu estabelecimento são ações que identificam uma instituição comprometida com o desenvolvimento sustentável.

9. Cases de sucesso
Muitas instituições já vêm cumprindo o seu papel e têm o seu estacionamento de bicicletas, diferenciando-se em suas áreas de atuação. Alguns exemplos:
Faculdade Mackenzie
Condomínio Rochaverá Corporate Towers, que conta até com vestiários
Loja "verde" do Supermercado Pão de Açúcar, na V. Clementino; Supermercado Extra Itaim
Unidades da rede de Estacionamentos Estapar na região da Av. Paulista
Diversos Shoppings Centers (Iguatemi, Market Place, Frei Caneca, Pátio Higienópolis, Eldorado, Jardim Sul)

Faça parte da história e integre esse grupo de vanguarda. A cidade agradece e os ciclistas ficarão contentes em receber o convite para a inauguração de mais um estacionamento de bicicletas na cidade, de mais uma instituição que reconhece e respeita seus direitos e os recebe com o mesmo cuidado com que trata quem utiliza o automóvel.

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

CORRIGINDO 20 VELHOS DITADOS

CORRIGINDO 20 VELHOS DITADOS 
01-
 "É dando que se ... engravida". 
02-
 "Quem ri por último... é retardado". 
03-
 "Alegria de pobre... é impossível". 
04-
 "Quem com ferro fere... não sabe como dói". 
05-
 "Em casa de ferreiro... só tem ferro". 
06-
 "Quem tem boca... fala. Quem tem grana é que vai a Roma!" 
07-
 "Gato escaldado... morre, porra!" 
08-
 "Quem espera... fica de saco cheio." 
09-
 "Quando um não quer... o outro insiste." 
10- 
"Os últimos serão ... os desclassificados." 
11-
 "Há males que vêm para ... fuder com tudo mesmo!"
12- "Se Maomé não vai à montanha... é porque ele se mandou pra praia." 
13-
 "A esperança... e a sogra são as últimas que morrem." 
14-
 "Quem dá aos pobres.... cria o filho sozinha."
15- "Depois da tempestade vem a ..... gripe."
16- "Devagar..... nunca se chega." 
17-
 "Antes tarde do que ... mais tarde." 
18-
 "Em terra de cego quem tem um olho é ... caolho." 
19-
 "Quem cedo madruga... fica com sono o dia inteiro." 
20-
 "Pau que nasce torto... urina no chão."

sábado, 29 de outubro de 2011

formspring.me

perguntas? não respondo todas! http://www.formspring.me/ThomasCWang

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

terça-feira, 11 de outubro de 2011

sábado, 24 de setembro de 2011

formspring.me

perguntas? não respondo todas! http://formspring.me/ThomasCWang

Os Seminovos - Florinda

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

formspring.me

perguntas? não respondo todas! http://formspring.me/ThomasCWang

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Os Paralamas do Sucesso - Lanterna dos Afogados (Ao Vivo/Brasil Afora-2011)

uma banda eterna, #paralamasparasempre

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Via Trolebus: Presidente do Metrô concede entrevista ao portal V...

Via Trolebus: Presidente do Metrô concede entrevista ao portal V...: O Metrô de São Paulo completou 37 anos de operação nesta quarta feira. No ano de 1974, foi realizada a primeira viagem de uma composição met...

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Titãs - Vou Duvidar

sábado, 3 de setembro de 2011

terça-feira, 23 de agosto de 2011

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Feliz Dia do Ciclista (do http://www.webbikers.com.br/blog/?p=314)

by Webbikers

O texto abaixo foi publicado no Diário Oficial da União dia 11 de abril de 2008.

PROJETO DE LEI DA CÂMARA Nº 43, DE 2008
(Nº 832/2007,na Casa de origem)
Cria o Dia Nacional do Ciclista.
O Congresso Nacional decreta:
Art. 1º Fica instituído o Dia Nacional do Ciclista, a ser comemorado, anualmente, no dia 19 de agosto.
Art. 2º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.
EM  RJ.
PROJETO DE LEI ORIGINAL Nº 832,DE 2007
Cria o Dia Nacional do Ciclista.
O Congresso Nacional decreta:
Art. 1º Fica instituído o Dia Nacional do Ciclista, a ser comemorado, anualmente, no dia 19 de Agosto.
Art. 2º Esta lei entra em vigor na data de sua publicação.
Justicação
Este projeto de lei objetiva criar o Dia Nacional do Ciclista, a ser comemorado, anualmente, no dia 19 de Agosto.
Nesse dia, em 2006, um estudante de biologia prestes a se graduar, Pedro Davison, foi alvejado e morto em pleno Eixo Rodoviário do Distrito Federal.
Pedro Davison tornou-se vítima fatal de um motorista que transgrediu os preceitos do Código de Trânsito Brasileiro.
Motorista que atropelou Pedro Davison em faixa proibida a circulação de veículos automotores e que, ao chocar-se com a bicicleta de Pedro por trás, não deu assistência à vítima e fugiu. E fugiu porque sua carteira de habilitação estava vencida.
Pedro Davison foi mais uma vítima do caos que típica o trânsito nas ruas e nas rodovias brasileiras.
O acidente em que Pedro Davison foi morto repete-se, à exaustão, nas vias de rolamento do País.
Motoristas transgressores, que dirigem alcoolizados e em velocidade excessiva, matam pessoas, infelicitam famílias e geram prejuízos milionários à Nação.
No Brasil, apesar da violência do trânsito, existem cerca de 50 milhões de bicicletas.
Essa frota é utilizada, em sua esmagadora maioria, por operários, que dependem da bicicleta para ir trabalhar e ao lar retornar.
E que, ao rodarem em média 50 minutos a cada dia da semana, correm imensos riscos de serem vitimados, de morrerem.
A esta Casa submeti, na primeira semana desta Legislatura, o Projeto de Lei nº 74/2007, que altera o Código de Trânsito Brasileiro para nele introduzir a gura do crime doloso cometido por motoristas transgressores contra ciclistas e pedestres.
Agora, proponho a meus Nobres Pares a criação do Dia Nacional do Ciclista, com o objetivo de, na data sugerida, incentivarmos a populacão brasileira a praticar uma re?exão sobre os problemas do trânsito e sobre a conveniência de nos debruçarmos sobre a necessidade de pavimentarmos uma política de trânsito que con?gure, na realidade, uma política
de Estado voltada para garantir, a todos, efetiva Mobilidade Social.
E garantir Mobilidade Social implica, antes e acima de tudo, assegurar às pessoas a condição concreta de realizar a opção pelo transporte alternativo por intermédio da bicicleta, o que contribuirá, decisivamente, não apenas para reordenar o trânsito, harmonizando-o.
Mas, também, para reduzir a emissão de monóxido de carbono e reduzir o índice de doenças crônicodegenerativas.
Sala das Sessões, 25 de abril de 2007.  Deputada Solange Amaral, DEM-RJ
(À Comissão de Educação, Cultura e Esporte.)


copiado do blog Webbikers (link abaixo):

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

sábado, 30 de julho de 2011

Antigo endereço

Primeiramente, devo pedir desculpas à todos por não postar mais nada aqui no Reescolando. O que me falta é tempo. Com isso, não creio que precise renovar o endereço www.Reescolando.com, então, a partir de setembro, o Reescolando volta à seu estado original, com o velho endereço www.reescolando.blogspot.com; Se ambos eu e Thomas voltarmos a postar com mais frequência, prometo voltar o endereço .com;

Obrigado a todos, Luís Hansen.

terça-feira, 28 de junho de 2011

“HAURÉLHO” DO TIRIRICA


> Diabetes..................... Dançarinas do diabo
>
> Abismado................... Aquele que caiu num abismo
>
> Pressupor.................. Colocar preço em algo
>
> Missão....................... Missa prolongada
>
> Padrão....................... Padre muito alto
>
> Estouro...................... Touro que virou vaca
>
> Democracia...............  Sistema de governo do inferno
>
> Barracão...................  Proibe a entrada de cachorros
>
> Homossexual...........  Sabão para lavar as partes íntimas
>
> Ministério................. Pequeno aparelho de som
>
> Edifício..................... Antônimo de 'é fácil'
>
> Detergente............... Ato de prender humanos
>
> Armarinho................  Vento que vem do mar
>
> Eficiência................. Estudo das propriedades do 'F'
>
> Conversão................ Papo prolongado
>
> Barganhar................ Receber de herança um bar
>
> Fluxograma.............  Direção em que cresce o capim
>
> Halogênio................ Cumprimento a um gênio
>
> Expedidor................ Antigo mendigo
>
> Luz solar.................  Sapato com luz na sola
>
> Cleptomaníaco.......  Fã de Eric Clapton
>
> Tripulante..............  Especialista em salto triplo
>
> Aspirado................  Carta de baralho maluca
>
> Coitado.................  Vítima de coito
>
> Cerveja................. O sonho de toda revista
>
> Regime militar.....  Dieta feita no exército
>
> Bimestre.............. Mestre em duas artes marciais
>
> Caçador............... Quem procura ter dor
>
> Volátil................... Avisa ao tio que vai lá
>
> Assaltante............ Um 'A' que salta
>
> Determine............ Prender a namorada do Mickey
>
> Pornográfico........ O mesmo que por no desenho
>
> Coordenada......... Que não tem cor
>
> Presidiário........... Que é preso todos os dias
>
> Ratificar..............  Tornar-se um rato
>
> Suburbanos........ Habitantes de túneis do metrô
>
> Violentamente.....Viu bem devagar

Quem de nós faria o mesmo?


Lição de dignidade, coletividade e valores de vida.
 

A carta a seguir foi escrita por Ha Minh Thanh, um imigrante vietnamita que é policial em Fukushima no Japão, a seu irmão, mas acabou chegando a um jornal em Shangai (China) que a traduziu e publicou. 


Querido irmão,                                                         

            
Como estão você e sua família? Estes últimos dias tem sido um verdadeiro caos. Quando fecho meus olhos, vejo cadáveres e quando os abro, também vejo cadáveres. Cada um de nós está trabalhando umas 20 horas por dia e mesmo assim, gostaria que houvesse 48 horas no dia para poder continuar ajudar e resgatar as pessoas.                                                                                                      

Estamos sem água, eletricidade e as porções de comida estão quase a zero. Mal conseguimos mudar os refugiados e logo há ordens para mudá-los para outros lugares.                                  

Atualmente estou em Fukushima – a uns 25 quilômetros da usina nuclear. Tenho tanto a contar que se fosse relatar tudo, essa carta se tornaria um verdadeiro romance sobre relações humanas e comportamentos durante tempos de crise.           

 As pessoas aqui permanecem calmas – seu senso de dignidade e comportamento são muito bons – assim, as coisas não são tão ruins como poderiam. Entretanto, mais uma semana, não posso garantir que as coisas acabem chegando a um ponto onde não poderemos dar proteção e manter a ordem de forma apropriada. 
                                                                      
Afinal de contas, eles são humanos e quando a fome, a sede se sobrepõem à dignidade, farão o que tiver que ser feito para conseguir comida e água. O governo está tentando fornecer suprimentos pelo ar enviando comida e medicamentos, mas é como jogar um pouco de sal no oceano.                                

 Irmão querido, houve um incidente realmente tocante que envolveu um garotinho japonês que ensinou a um adulto como eu, uma lição de como se comportar como um verdadeiro ser humano. Ontem à noite fui enviado para uma escola infantil para ajudar uma organização de caridade a distribuir comida aos refugiados. Era uma fila muito longa e notei, no final dela, um garotinho de uns 9 anos que usava uma camiseta e um short.
 Estava ficando muito frio e fiquei preocupado se, ao chegar sua vez, poderia não haver mais comida. Fui falar com ele. Ele contou que estava na escola quando o terremoto ocorreu. Seu pai, que trabalhava perto, estava se dirigindo para a escola para apanhá-lo e ele, que estava no terraço do terceiro andar, viu quando a onda tsunami levou o carro com seu pai dentro.            
                                                                  
Perguntei sobre sua mãe e ele disse que sua casa era bem perto da praia e que sua mãe e sua irmãzinha provavelmente não sobreviveram. Notei que virou a cabeça para limpar uma lágrima quando perguntei sobre sua família.
 O garoto estava tremendo. Tirei minha jaqueta de policial e coloquei sobre ele. Foi ai que a minha bolsa de bentô (comida) caiu. Peguei-a e dei-a a ele dizendo: “Quando chegar a sua vez a comida pode ter acabado. Assim, aqui está a minha porção. Eu já comi. Por que você não come”?  Ele pegou a minha comida e  fez uma reverência. Pensei que ele iria comer imediatamente, mas ele não o fez. Pegou a comida, foi até o início da fila e colocou-a onde todas as outras comidas estavam esperando para serem distribuídas. 

 Fiquei chocado.  Perguntei-lhe por que ele não havia comido ao invés de colocar a comida na pilha de comida para distribuição. Ele respondeu: “Porque vejo pessoas com mais fome que eu. Se eu colocar a comida lá, eles irão distribuí-la mais igualmente”.
                               

 
Quando ouvi aquilo, virei-me para que as pessoas não me vissem chorar. Uma sociedade que pode produzir uma pessoa de 9 anos que compreende o conceito de sacrifício para o bem maior, deve ser uma grande sociedade, um grande povo.                               

Bem, envie minhas saudações à sua família. Tenho que ir, meu plantão já começou.                             
                                                                  

Ha Minh Thanh




e fica a pergunta, do título deste post, quem de nós faria o mesmo que o pequeno garoto? e quantos de nós?

segunda-feira, 20 de junho de 2011

"Tempo Perdido" cantado por Alinne Moraes e Wagner Moura - clipe do filme: O Homem do Futuro


Assista ao clipe protagonizado por Alinne Moraes e Wagner Moura, no qual cantam a música 'Tempo Perdido', do Legião Urbana. Clipe é da comédia 'O Homem do Futuro', dirigida por Claudio Torres. O filme estreia em 2 de setembro.

--------------------------------------------------------
Direção de Cláudio Torres © Paramount
http://ohomemdofuturo.com.br/
http://twitter.com/#!/_ohomemdofuturo

quarta-feira, 15 de junho de 2011

O que é a Bicicletada?

O que é a Bicicletada?


A Bicicletada é um movimento no Brasil e em Portugal inspirado na Massa Crítica, onde ciclistas se juntam para reivindicar seu espaço nas ruas.

Não existe um objetivo central, mas diversos objetivos sempre decididos pelos participantes. No entanto um mote em geral une os participantes. A Bicicletada serve para divulgar a bicicleta como um meio de transporte, criar condições favoráveis para o uso deste veículo e tornar mais ecológicos e sustentáveis os sistemas de transporte de pessoas, principalmente no meio urbano.

A Bicicletada, assim como a Massa Crítica, não tem líderes ou estatutos, o que leva a variações de postura e comportamento de acordo com os participantes de cada localidade ou evento.

Dentre a pluralidade de motes, está o lema "um carro a menos", usado principalmente para tentar obter um maior respeito dos veículos motorizados que trafegam nas ruas saturadas das grandes cidades. Outro slogan levantado é o "Nós somos o trânsito". A idéia é deixar claro aos motoristas que a bicicleta é apenas mais um componente da mobilidade urbana e que merece o devido respeito.


Objetivos

  1. Pedalar;
  2. Divulgar, estimular, promover e criar condições favoráveis para o uso da bicicleta como meio de transporte;
  3. Integrar os ciclistas da cidade e valorizar a cultura da bicicleta;
  4. Conscientizar os usuários dos meios de transporte motorizados da importância da bicicleta para aliviar os congestionamentos;

A ideia é celebrar a ocupação das ruas, festejar e fomentar a harmonia no espaço que é de todos. Harmonia, alegria e celebração são as palavras de ordem.

O que é NÃO é legal fazer durante a Bicicletada: frown

--Insultar verbalmente e ou agredir pedestres, motoristas, passageiros de coletivos e pessoas nos bares, mesmo se eles provocarem
--Provocar as mulheres na rua. Tanto elas como as mulheres da bicicletada podem se sentir ofendidas
--Andar com a bicicleta nas calçadas
--Correr na frente para bloquear o tráfego antes da massa chegar
--Andar na contra-mão
--Esquecer de sorrir, acenar e falar com outras pessoas
--Imaginar que você é moralmente superior só porque está pedalando uma bicicleta
--Abster-se de dizer aos companheiros o que você acha do seu comportamento, seja bom ou ruim. Converse com os outros!
--Interromper desnecessariamente acessos que não serão utilizados pelo passeio
--Usar pistas que não são necessárias. Se houver múltiplas faixas, vamos liberar algumas para os veículos mais rápidos
--Esquecer que todos somos responsáveis por fazer a massa crítica que nós queremos.

O que é legal fazer durante a Bicicletada: biggrin

>>Fantasiar-se para chamar a atenção e alegrar o movimento
>>Distribuir panfletos aos pedestres e motoristas explicando porque estamos ali
>>Conversar com o ciclista do lado, fazer amigos e se divertir
>>Cuidar da segurança de todos
>>Abordar amigavelmente aqueles que estão desrespeitando os pedestres e motoristas
>>Distribuir flores e conversar com outras pessoas, passageiros de ônibus e motoristas
>>Convidar as pessoas a se juntarem a nós na próxima vez
>>Ajudar veículos presos atrás da massa a sair para a direita
>>Diminuir a marcha regularmente se você estiver na frente (não importa o quão devagar você acha que está pedalando, lacunas estarão se abrindo atrás de você)
>>Parar no semáforo vermelho quando estiver na frente para permitir que o resto da massa se junte a você
>>Continuar pedalando no semáforo vermelho se a massa já estiver atravessando o cruzamento, pois ficar juntos é mais seguro e previsto por lei
>>Preencher lacunas; massa crítica depende da densidade de bicicleta em relação ao automóvel
>>Lembrar-se que o prazer e o convívio são mais subversivos do que a raiva e provocação.

Não odiamos os carros, amamos bicicleta!

Atenção: Em caso de acidente anote a placa do veículo, veja se alguém precisa de ajuda. Caso a pessoa esteja bem, deixe para os mais calmos e experientes resolverem a situação e volte a pedalar pois a massa não pode parar.

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Eduardo e Mônica - O Filme - Comercial da VIVO


nem parece comercial, parece um clipe da música, mas de tão bem feito, parece um filme mesmo...
será que vira filme? tomara!
e a sutileza da carinhosa mensagem da vivo ao final, dá um tom harmonioso, de comercial inteligente e de bom gosto, daqueles que dão vontade de assistir...

Legião Urbana - Eduardo E Monica

#forcasempre #omniavincit #legionando #BRock

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Proteste Já: o perigo de andar de bicicleta em SP


#USEBIKE

use bike não só pelo prazer do esporte, use bike para evitar o transito, use bike pelo meio ambiente!

sábado, 14 de maio de 2011

3a Pedalada - domingo dia 05/06/2011

DATA: domingo 06 de Junho de 2011 (05/06/2011)


PONTO DE ENCONTRO: Portão 8 do Parque do Ibirapuera

HORÁRIO DE ENCONTRO: 8:00 da manhã






Infos gerais:

- quem tem a própria bike deve ir com ela
- quem não tem a bike e quer ir poderá alugar uma num desses lugares: Parque do Ibirapuera (R$5,00/hora) ou Parque das Bicicletas (não sei os valores) 

Obrigatório:
-Ir de bicicleta (na Ciclofaixa não são permitidos skates, patins, patinetes, bicicletas motorizadas ou etc!)
-Levar água, celular, dinheiro, documentos (RG).

Opcional:
-Capacete (e demais equipamentos de segurança como refletores, cotoveleiras...)
-Capa de chuva/Agasalhos
-Desodorante/Curativos

OBS: 
1)quem tiver capacete é bom levar
2)teremos horário de almo-lanche no caminho/nos parques, conforme velocidade e local onde estivermos (ou, se todos aguentarem, apenas às 14:00)
3)levem água/alimentos leves (frutas, barrinhas de cereal) para comermos no caminho/nas paradas



SUJEITO A CANCELAMENTO SE CHOVER DEPOIS DAS 8:00

mapa da Ciclofaixa (desatualizado, já expandiram o projeto para  outras vias, como a Av.Águas Espraiadas)



3a Pedalada na Ciclofaixa de Lazer da Cidade de São Paulo

organizado pelo Bikers Group (no Facebook) e pelo blog Reescolando.com

grupo criado por Thomas Wang, Leo Niizu e Fabio Barder

sábado, 7 de maio de 2011

sábado, 9 de abril de 2011

2a Pedalada - 17/04/2011

Ponto de encontro: Parque do Ibirapuera (PORTÃO 8)
Horário no ponto de encontro: às 08:00

-> quem tem a própria bike deve ir com ela

-> quem não tem a bike e quer ir poderá alugar uma num dos parques: do Ibirapuera ou das Bicicletas

Obrigatório:

-Ir de bicicleta (na Ciclofaixa não são permitidos skates, patins, patinetes ou etc!)

-Levar água, celular, dinheiro, documentos (RG).

Opcional:

-Capacete (e demais equipamentos de segurança como cotoveleiras...)

-Capa de chuva/Agasalhos

-Desodorante/Curativos

OBS:

1)quem tiver equipamentos de seguranca é bom levar

2)teremos horário de almo-lanche no caminho/nos parques, conforme velocidade e local onde estivermos (ou, se todos aguentarem, apenas às 12:30)

3)levem água/alimentos leves (frutas, barrinhas de cereal) para comermos no caminho/nas paradas

Sujeito a cancelamento se chover no dia depois das 07:30


Imagens 'inspiradoras'
nos EUA o uso de bikes como transporte é incentivado pelas autoridades

uma campanha do Reescolando.com


manual básico sobre partes e nomes da bicicleta


mapa da Ciclofaixa da Cidade de São Paulo








Cuidados Básicos ao Andar de Bicicleta na Cidade

Cuidados Básicos ao Andar de Bicicleta na Cidade

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Policial 'prende' skate, xinga e ameaça civis ao invés de ir atrás e prender assaltante


cabem duas músicas nessa situação revoltante: "Polícia" do Titãs e "Que País É Este" da Legião Urbana

quinta-feira, 7 de abril de 2011

O extremismo no RJ


Leia trechos da carta do atirador que invadiu escola no RJ

Atirador se suicidou após matar pelo menos 11 crianças.
13 ainda estão internadas após ataque na manhã desta quinta-feira.

Thamine Leta Do G1 RJ
Reprodução carta atirador (Foto: Reprodução) 
Reprodução de carta deixada por atirador (Foto: Reprodução)
Na carta encontrada com o atirador que abriu fogo dentro da Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na Zona Oeste do Rio, na manhã desta quinta-feira (7), Wellington Menezes de Oliveira fala de questões religiosas e dá indícios de que o ataque foi premeditado, além de pedir perdão pelo crime. 11 crianças morreram e 13 estão feridas, sendo que quatro em estado grave.
Wellington Menezes de Oliveira, homem que atirou contra escola municipal Tasso de Oliveira, em Realengo (Foto: Reprodução/TV Globo) 
Wellington Menezes de Oliveira, homem que atirou
contra escola municipal Tasso da Silveira,
em Realengo (Foto: Reprodução/TV Globo)

Leia trechos da carta:
“Primeiramente deverão saber que os impuros não poderão me tocar sem luvas, somente os castos ou os que perderam suas castidades após o casamento e não se envolveram em adultério poderão me tocar sem usar luvas, ou seja, nenhum fornicador ou adúltero poderá ter um contato direto comigo, nem nada que seja impuro poderá tocar em meu sangue, nenhum impuro pode ter contato direto com um virgem sem sua permissão, os que cuidarem de meu sepultamento deverão retirar toda a minha vestimenta, me banhar, me secar e me envolver totalmente despido em um lençol branco que está neste prédio, em uma bolsa que deixei na primeira sala do primeiro andar, após me envolverem neste lençol poderão me colocar em meu caixão. Se possível, quero ser sepultado ao lado da sepultura onde minha mãe dorme. Minha mãe se chama Dicéa Menezes de Oliveira e está sepultada no cemitério Murundu. Preciso de visita de um fiel seguidor de Dues em minha sepultura pelo menos uma vez, preciso que ele ore diante de minha sepultura pedindo o perdão de Deus pelo o que eu fiz rogando para que na sua vinda Jesus me desperte do sono da morte para a vida.”
Segundo o subprefeito da Zona Oeste, Edmar Peixoto, Wellington também afirmou na carta que era portador do vírus HIV.
Reprodução carta atirador (Foto: Reprodução) 
Reprodução de outro trcho da carta do atirador (Foto: Reprodução)

O ataque
   Wellington, de 23 anos, entrou em uma escola municipal nesta manhã, atirou contra alunos em salas de aula lotadas, foi atingido por um policial e se suicidou. O crime foi por volta das 8h30.
Conhecido na escola por ser ex-aluno, ele teria entrado sob alegação de que iria fazer uma palestra. Seu corpo foi retirado por volta das 12h20, segundo os bombeiros. De acordo com a polícia, Wellington não tinha antecedentes criminais.
   A polícia diz que ele portava dois revólveres calibre 38 e equipamento para recarregar rapidamente a arma. Esse tipo de revólver tem capacidade para 6 balas.
Segundo testemunhas, Wellington baleou duas pessoas ainda do lado de fora da escola e entrou no colégio dizendo que faria uma palestra.
De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, ele falou com uma professora e seguiu para uma sala de aula. O barulho dos tiros atraiu muitas pessoas para perto da escola.
   O sargento Márcio Alves, da Polícia Militar, fazia uma blitz perto da escola e diz foi chamado por um aluno baleado. "Seguimos para a escola. Eu cheguei, já estavam ocorrendo os tiros, e, no segundo andar, eu encontrei o meliante saindo de uma sala. Ele apontou a arma em minha direção, foi baleado, caiu na escada e, em seguida, cometeu suicídio", disse o policial (veja abaixo a declaração, em reportagem do Jornal Hoje).
  A escola foi isolada, e os feridos foram levados para hospitais. Os casos mais graves foram levados para o hospital estadual Albert Schweitzer, que fica no mesmo bairro o colégio.

Sobrevivente conta como foi  Uma das alunas lembra os momentos de terror na unidade. A menina de 12 anos disse que viu o atirador entrar na escola. Ela estava dentro da sala de aula quando ele abriu fogo contra os alunos.
“Ele começou a atirar. Eu me agachei e, quando vi, minha amiga estava atingida. Ele matou minha amiga dentro da minha sala”, conta ela, que afirma que estava no pátio na hora em que o atirador entrou na escola.
“Ele estava bem vestido. Subiu para o segundo andar e eu ouvi dois tiros. Depois, todos os alunos subiram para suas salas. Depois ele subiu para o terceiro andar, onde é a minha sala, entrou e começou a atirar”, completou.
Infográfico ataque em Realengo (Foto: Arte/G1) 
Infográfico ataque em Realengo (Foto: Arte/G1)

quarta-feira, 6 de abril de 2011

2ªPedalada na Ciclofaixa da Cidade de SP





Ponto de encontro: Parque do Ibirapuera (PORTÃO 8)


Horário no ponto de encontro: às 08:00



-> Quem tem a própria bike deve ir com ela


-> Quem não tem a bike e quer ir poderá alugar uma num dos parques: do Ibirapuera ou das Bicicletas 


Obrigatório:
-Ir de bicicleta (na Ciclofaixa não são permitidos skates, patins, patinetes ou etc!)
-Levar água, celular, dinheiro, documentos (RG).

Opcional:
-Capacete (e demais equipamentos de segurança como cotoveleiras...)
-Capa de chuva/Agasalhos
-Desodorante/Curativos

OBS: 
1)quem possui equipamentos de segurança é bom levar
2)faremos paradas durante o percurso para bebermos, comermos algo e descansarmos 
3)levem água/alimentos leves (frutas, barrinhas de cereal) para comermos no caminho/nas paradas



O evento será cancelado se chover depois das 07:30

sábado, 19 de março de 2011

Vida Real - A Série

Vem aí a série mais realista de todas!
A série que vai acabar com os escrúpulos, com os tipos, com as ideias ultrapassadas e preconceitos!
A série que vai mostrar como é, quem são, como vivem e o que fazem da vida!
Vem aí a série que mostrará ao Mundo quem realmente somos!
A série que desmentirá outras séries falsas sobre nossas vidas!

Vem aí VIDA REAL !


A série feita por adolescentes paulistas, que mostrará o dia-a-dia, a realidade de como é estudar, viver, conviver e aguentar a maior metrópole do hemisfério Sul, São Paulo!
Feita por adolescentes, que, querendo mostrar seus valores, vontades, manias, se abrir para o mundo e fugir dos estereótipos a eles impostos, resolveram mostrar a todos como as coisas realmente funcionam!
Em breve no Reescolando !
E também no youtube em www.youtube.com/TWang94 !

A Pedalada É AMANHÃ!


Ponto de encontro:
cruzamento da Av.Quarto Centenário com a Av.República do Líbano, próximo ao Parque do Ibirapuera

Horário no ponto de encontro: estejam prontos no ponto de encontro às 10:00
-> quem tiver que alugar, ajustar a bicicleta ou se aquecer deve chegar antes


Informações:
-quem tem a própria bike deve ir com ela-> quem não tem a bike e quer ir poderá alugar uma num dos parques: do Ibirapuera, das Bicicletas ou do Povo, preços e demais informações nos locais

Obrigatório:

-Ir de bicicleta (skates, patins, patinetes, etc são proibidos na Ciclofaixa)

-Levar água, celular, dinheiro, documentos (RG).
-Dinheiro para refeições e eventuais gastos extras.

Opcional:
-Capacete (e demais equipamentos de segurança como cotoveleiras...)

-Capa de chuva

-Agasalho



Observações:

1)é bom levar capacete

2)teremos horário de almo-lanche no caminho/nos parques, conforme velocidade e local onde estivermos (ou, se todos aguentarem, apenas às 14:00)

3)levem água/alimentos leves (frutas, barrinhas de cereal) para comermos no caminho/nas paradas



IMPORTANTE:
Sujeito a cancelamento se chover depois das 8:00 da manhã do dia do evento.


sexta-feira, 11 de março de 2011

Após maior tremor em 100 anos, terremoto no Japão causa Tsunami

Mais de 50 países e regiões, incluindo ilhas da Indonésia, Micronésia e até estados dos EUA, estão em alerta de Tsunami após um tremor de 8,9 pontos na escala Richter na costa japonesa. Até agora mais de 350 mortos foram encontrados só na cidade japonesa de Sendai, segundo boletim da Agência de Notícias de Kyodo. Este foi o maior terremoto mundial desde 1900.

Clique para ampliar
Acompanhe a cobertura completa pelo site da CNN: http://topics.edition.cnn.com/topics/earthquakes

quarta-feira, 9 de março de 2011

Mais uma da série “como ninguém pensou nisso antes?”

Assim como canela, orégano e manteiga, entradas USB nunca são demais. Afinal, qual é a desculpa para as duas míseras entradinhas do MacBook Pro, hein Apple? Pois é. Pensando nisso, os designers chineses Jiang Gonglue e Zhao Ke criaram o conceito de InfiniteUSB, no qual cada plug é também uma entrada.


As cores ajudam a distinguir um gadget do outro.

A inovação ganhou o International Forum Concept Award em 2010. Agora é aguardar que ela entre em produção.

Retirado de Traquitanas, Super Interessante.