segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Hilário Eleitoral



Como algo tão estúpido pode ser tão engraçado?

domingo, 23 de agosto de 2009

Dicas de Leitura

Êta friozinho bão!

Nesse frio que está fazendo em todo o Brasil, muitas atividades normalmente chatas do dia-a-dia ficam muito melhores, como ir ao cinema, assistir um DVD com chocolate quente e etc. Uma dessas atividades é a leitura, que, diferentemente dos filmes, permite várias interpretações, vários personagens e cenários. Aqui vão algumas dicas de livros para vocês, reescolandários (que palavra, heim!) :

Clássicos:

A Dama das Camélias - Alexandre Dumas
A Tulipa Negra - Alexandre Dumas

Autobiografias:

O Menino no Espelho - Fernando Sabino
Transplante de Menina - Tatiana Belinky

Fáceis de ler:

Benjamin e o Muriquitã - não sabemos o autor, mas é muito bom...
Irmão Negro - Walcyr Carrasco

Grandes e bons:

O Estranho Caso do Cachorro Morto - Mark Haddon
A Viagem de Merlin pelo Universo - Neil de Grasse Tyson

Mistério e Aventura:

Agatha Christie - Toda a coletânea
Detetives Urbanos - (Marketing é tudo...)



Dica Wally 2!

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Poema concreto

Eis aqui um "belo" exemplo de poema concreto:

"Egocêntrico"

(é meu fundo no Twitter...)


quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Sarney e o futuro do Brasil

Processos contra Sarney arquivados por causa do PT

A decisão do PT de votar a favor do arquivamento das acusações contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), no Conselho de Ética está gerando reações dos membros do partido. O senador Flávio Arns afirmou ter ficado "envergonhado" com a decisão da cúpula do partido. Por isso, afirma que pretende deixar a legenda. "Eu fiquei envergonhado, porque estamos dando as costas para a sociedade brasileira. Por isso vou buscar a possibilidade de sair do partido". O senador, que é sobrinho de Zilda Arns e do cardeal Paulo Evaristo Arns, vai consultar a Justiça Eleitoral para saber quais as implicações de sua decisão para seu mandato "e também para que a Justiça diga que o senador deve ter fidelidade ao partido, mas o partido também deve ter fidelidade ao seu ideário". A partir da resposta que lhe for dada, o parlamentar disse que saberá se deverá procurar outro partido ou não.

O líder do partido, Aloizio Mercadante (SP), permanecerá à frente da bancada no Senado, mas afirmou que seu cargo continua à disposição. A reunião da legenda da tarde desta quarta-feira, após a sessão do Conselho de Ética, não contou com nomes importantes, como Ideli Salvatti (SC) e Delcídio Amaral (MS), que votaram a favor do arquivamento das ações. A próxima reunião da bancada será na terça-feira. "Não me sinto à vontade (na liderança). Semana que vem vamos decidir isso".

Mercadante disse que qualquer integrante do partido que tiver uma sugestão sobre a questão pode expressá-la para que "imediatamente" outro líder seja escolhido. "Não reivindico continuar nele [no cargo de líder], não pleiteio isso. Só não vou abandonar a bancada em um momento difícil como esse", afirmou, referindo-se à saída da senadora Marina Silva (AC) e à ameaça do senador Flávio Arns (PR).

Para Arns, o caminho escolhido pelo PT "não leva à reconstrução do Senado Federal". Ele acredita que "aspectos eleitorais estão se sobreponde a interesses maiores, como a ética e o respeito à sociedade".Votação no Conselho de Ética
O senador Delcídio Amaral (PT-MS) afirmou após a sessão desta tarde no Conselho de Ética que "ser governo tem ônus e bônus". "Estamos em um momento de ônus e vamos assumir isso. Eu não venho aqui para o Senado só para posar de bacana quando sou do governo, quando eu tenho também que defender posições não só que o partido me orienta, mas que são importantes para o governo".

Delcídio foi um dos três representantes do PT no Conselho de Ética a votar a favor do arquivamento. João Pedro (AM) e Ideli Salvatti (SC) foram os outros dois. Mercadante fez um discurso defendendo que pelo menos uma das ações contra Sarney fosse investigada e lamentou que as denúncias e representações tenham sido analisadas em bloco.

A leitura de uma nota em que o presidente nacional do partido, deputado federal Ricardo Berzoini (SP), orientava a bancada a votar pelo arquivamento, ficou a cargo de João Pedro. O líder Mercadante, incumbido de ler a carta, se recusou a fazê-lo. "Seria uma hipocrisia eu ler uma carta que eu não concordo".

A atitude foi criticada por Delcídio Amaral. "A única preocupação minha é que nós tínhamos combinado que a nota seria lida pelo líder Aloizio Mercadante. Ficou a impressão de que nada do que tinha sido combinado foi cumprido".

Os votos dos petistas seriam fundamentais para a abertura do processo de investigação contra Sarney uma vez que a oposição contava com apenas cinco votos dos 15 do Conselho de Ética. Para Mercadante, os integrantes do conselho que votaram pelo arquivamento, não o fizeram "por vontade própria". "O fizeram constrangidos. Falou mais forte a disciplina partidária. Isso prevaleceu muito acima da nossa bancada".

Para Delcídio, a liderança de Mercadante ficou abalada depois da sessão do conselho. "Um exército forte é feito por um líder forte. Hoje, infelizmente, nos sentimos desamparados. Ele faltou com aquilo que foi acordado".

O senador afirmou que o colega deverá avaliar sua permanência na liderança levando em conta "aquilo que é melhor não só para ele, mas acima de tudo, para o partido".

Como terceiro suplente do partido no colegiado, o senador Eduardo Suplicy (SP) não participou das votações, mas declarou que, caso o fizesse, teria se manifestado contra o arquivamento. Ele disse ter conversado com Berzoini, que teria afirmado que sua carta à bancada "era apenas uma orientação, não uma determinação".

Questionado sobre o tema, Delcídio afirmou ser "uma pessoa de partido". "Eu cumpro acordo e nós seguimos aquilo que foi acordado."



Do Uol Notícias e TV Senado (reunião do conselho de ética)

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Sem exagero



Tudo bem que alguém queira elogiar os que merecem "respeito tecnológico", as pessoas "estrogonoficantemente sensíveis", mas não precisa exagerar!

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Reescoloando Apresenta...

ZugzWang


Zugzwang é uma palavra de origem alemã que significa compulsão pelo movimento. É é usada no jogo de xadrez para designar o momento em que todas as alternativas escolhidas pelo jogador só trazem perdas (a bela abertura do filme se passa num tabuleiro de xadrez). O título é mais que perfeito para o documentário brasileiro de longa metragem de Duto Sperry e define bem a época em que vivemos.

O filme, também roteirizado por Sperry, mostra como fontes de energia renováveis podem ajudar no desafio de mitigar a crise atual, que engloba as vertentes ambiental, social e econômica. Com idéia original é de Eduardo Ribeiro dos Santos e Fábio Tinoco e produção da Matel.Doc, Zungzwang foi filmado durante quatro meses em vários países. Entre os entrevistados estão diversos atores sociais das áreas agrícola, de produção e de bioenergia:

- Thomas Lovejoy, presidente da Heinz Foundation, Washington/EUA;
- José Goldemberg, físico do Instituto de Eletrotécnica e Energia da USP, São Paulo/Brasil;
- Ignacy Sachs, economista e sociólogo, professor emérito da Escola de Altos Estudos em Ciências Sociais, Paris/França;
- Carlos Nobre, climatologista do INPE e conselheiro do Planeta Sustentável, São José do Rio Preto/Brasil;
- Rajendra Pachauri, Prêmio Nobel da Paz e presidente do IPCC, Nova Dehli/Índia;
- Clayton Lino, presidente do Conselho Nacional da Biosfera da Mata Atlântica, São Paulo/Brasil;
- Koya Nishikawa, secretário do Parlamento do Ministério da Economia de Tóquio/Japão e
- Vandana Shiva, ambientalista e filósofa de Nova Dehli/Índia.

No lançamento em São Paulo - durante a Conferência Internacional do Ethos -, Ricardo Young, presidente do Instituto Ethos, disse que Zugzwang é equivalente a filmes como “Uma Verdade Inconveniente”, “A última hora” e “The Corporation” para a educação e a disseminação da urgência e do desafio do desenvolvimento sustentável.

“Agora, é importante arriscar uma nova abordagem e quero provocar a reflexão com este filme”, afirma Sperry, que deseja que Zugzwang seja visto pelo maior número de pessoas possível. Por isso, o filme está disponível para download grátis e também no YouTube, em seis capítulos, o maior tem quatro minutos. Sua intenção é exibi-lo, também, em escolas – também em parceria com a produtora Mattel e a Fiat, empresa que deu apoio ao projeto -, para promover a discussão sobre o tema com educadores e estudantes.

Duto Sperry trabalhou no mercado publicitário por 15 anos e estreou em documentários, em 1999, com a série “Retratos do Brasil”, distribuída na rede escolar brasileira e em alguns países europeus. Seu currículo inclui outros três documentários: “O Brasil dos meus olhos” (que ele define como “uma visão sobre as utopias infantis”), “Sistema Prisional do Estado de São Paulo” e Precisa-se”, longa sobre o trabalho irregular na indústria têxtil.

*com reportagem de Caio Neumann

domingo, 16 de agosto de 2009

CQC - Teste de Honestidade

CQC - Teste de Honestidade


--- www.reescolando.blogspot.com ---

_____ video_____

Para mais, acesse (é só clicar!): www.youtube.com/TWang94

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Tufão de Taiwan

Tufão causou prejuízos de US$ 3,5 bi em Taiwan, diz governo
da BBC Brasil

Estatísticas: número de mortos pode passar de 500!


O governo de Taiwan estimou nesta sexta-feira em US$ 3,5 bilhões o prejuízo provocado pela passagem pelo tufão Morakot pela ilha no último fim de semana. As perdas seriam relativas apenas ao setor de agricultura, sem contar com a destruição de casas, estradas e pontes, cujo impacto econômico ainda não foi calculado. O Morakot provocou a pior enchente em Taiwan nos últimos 50 anos.

As águas alagaram as estradas, derrubaram pontes e construções, e deixaram muitos vilarejos apenas com acesso por via aérea.

De acordo com o presidente taiwanês, Ma Ying-jeou, o número de mortos por causa da tempestade deve superar os 500. Oficialmente, foram confirmadas 120 mortes.

Vilarejo soterrado

Ma afirmou que, com as mortes já confirmadas "e cerca de 380 pessoas que podem estar soterradas devido aos deslizamentos de terra na vila de Hsiaolin, o número de mortos em Taiwan pode ultrapassar os 500". Hsiaolin foi atingido por um grande deslizamento de terra que cobriu o vilarejo por inteiro, exceto duas casas --e as autoridades afirmam que já não têm mais esperanças de encontrar sobreviventes.

Os militares taiwaneses esperam resgatar cerca de 2.000 pessoas que ainda continuam nas áreas próximas do vilarejo. Nesta quinta-feira, outras 2.000 pessoas foram resgatadas por helicópteros. Esta é a primeira vez que o governo divulga números e estimativas desde que a ilha asiática foi atingida pelo tufão no último fim de semana.

O governo taiwanês tem sido criticado pela aparente demora em agir para socorrer as vítimas do desastre.

Isolados

De acordo com a corespondente da BBC em Taiwan, Cindy Sui, as autoridades esperam conseguir retirar 1.900 pessoas que ainda estão presas na região de Hsiaolin ainda nesta sexta-feira. A correspondente afirma que os militares agora têm os helicópteros necessários e o clima melhorou na região. Quarenta mil soldados estão sendo enviados a pé para alguns vales onde o terreno é mais acidentado e onde as buscas aéreas são mais difíceis.

Muitas das vilas mais afetadas são habitadas por populações aborígines que tem lavouras no terreno montanhoso.

E, segundo Cindy Sui, milhares de outras pessoas podem estar isoladas em assentamentos remotos nas regiões sul e central de Taiwan.

Ajuda internacional

O governo diz ter recebido ofertas de ajuda humanitária vindas da comunidade internacional, incluindo a União Europeia e os Estados Unidos. Mas ressaltou que o que mais precisa é de grandes helicópteros de carga que possam levar escavadeiras e maquinário pesado necessário para ajudar a reabrir as estradas. O governo de Taiwan também pediu casas pré-fabricadas para ajudar os desabrigados.

Ao visitar a região mais atingida no início desta semana, o presidente Ma disse aos familiares das vítimas --muitos deles revoltados-- que não pouparia esforços para encontrar os desaparecidos.

Muitas pessoas estão há dias esperando por notícias.

O tufão Morakot também atingiu a China continental, onde cerca de 1,4 milhão de pessoas foram retiradas das áreas costeiras, oito pessoas morreram nas enchentes e cerca de 10 mil casas foram destruídas.

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Taiwan tem 108 mortos após passaem do furacão Morakot


Estatísticas até agora:
108 mortos, 62 desaparecidos e 45 feridos após a passagem do
Morakot


Em mais de cem aldeias e vilarejos, mais de 14 mil militares as equipes de resgate na busca por sobreviventes, que já tem um saldo de 108 mortos, 62 desaparecidos e 45 feridos.
Sobreviventes de doze aldeias estão isolados na montanha Ali, comtabilizando mais de 6,5 mil pessoas. "Eles estão há mais de três dias e três noites na montanha Ali e tememos por sa segurança.," disse Wang Jin-Fá, vice-presidente do Conselho de Aborígenes. No distrito de Kaohsiung exitem mais de mil sobreviventes que precisam ser evacuados.
Conforme crescem as operações de resgate, são encontrados mais sobreviventes em áreas isoladas. O furacão Morakot passou na ilha de Taiwan entre os dias 7 e 9 de Agosto, causando as piores inundações e deslizamentos de terra dos últimos 50 anos, principalmente no Sul da da ilha.

Casa destruída após deslizamento decorrente do furacão Morakot.


quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Não entendi!


"De 40 mulheres no Senado, apenas duas eram femininas [...]"

A mediocridade tem cura?

Olá pessoal! Estou aqui pra falar do Blog da Mediocridade. Se você realmente acha que coisas mediocres acontessem no seu dia-a-dia, acesse esse blog de nome pequeno e compartilhe suas mediocridades com as dos outros. O blog inclui:
- Mediocridades cotidianas;
- Mediocridades estranhas da Igreja Universal (tipo "pequenas igrejas, grandes negócios");
- Mediocridades da Internet
- E muito mais!
Acesse já, cliquem AQUI.
Se não gostar, pense um pouco: é um blog MEDIOCRE e INÚTIL. O que se espera de um blog INÚTIL? Inutilidades! Entao acesse novamente e divirta-se.
Ah! Sim, isto é um anúncio.

Reescolando Biografias

Benito Mussolini: (* Itália 1883, † Itália 1945) – Começou a trabalhar como professor, mas logo se interessou por revoluções Em 1902 mudou-se para a Suíça fugindo das forças armadas. Foi expulso da Suíça. Esteve em Trento, Itália, onde foi preso e expulso novamente. Em 1910 foi nomeado secretário do Partido Socialista em Forli, Itália. Começou a editar o Jornal La Lotta di Classe. Liderou um movimento contra a guerra Turco-prussiana, e preso por 5 meses. Em 1914, queria a neutralidade da Itália na 1ª Guerra. Passou a defender a França e o Reino Unido e foi expulso do partido. Depois da entrada da Itália na 1ª Guerra, Mussolini foi convocado e voltou ferido. Passou a liderar movimentos anti-socialistas. Em 1921, Mussolini foi eleito para o parlamento, e fundou o partido Fascista. Depois de liderar uma “Marcha contra Roma”, Mussolini recebeu a incumbência de formar um novo governo pelo rei Vítor Emanuel. O parlamento conferiu a Mussolini plenos poderes. Em 1925 instaurou-se a ditadura fascista. Na Segunda Guerra, sua aliança com Hitler permitiu-lhe incorporar territórios da Iugoslávia. Depois de derrotado na Grécia (1940), teve sues poderes revogados pelo “Grande Conselho Fascista”. Foi preso, porém, solto por Alemães. Tentou manter o poder no norte da Itália. Tentando fugir para a Suíça, foi preso. Mussolini e sua amante foram fuzilados na Itália, em 28 de Abril de 1945.

Michinomiya Hirohito: (* Tóquio 1901, † Tóquio 1989) – Logo cedo, Hirohito se interessou por biologia marinha, sobro o que escreveu mais tarde. Em 1921, visitou a Europa. Casou-se em 1924, com uma prima, com quem teve 2 filhos e 5 filhas. Em 1926 tornou-se imperador. Entrou na segunda Guerra com um pacto de anticomunista com a Alemanha. Logo depois, o Japão criou o seu partido nazista. Após atacarem a base norte-americana de Pearl Harbor, fazendo os EUA entrarem no conflito, o Japão começou a apoiar a Guerra num nível mais baixo. Em 1945, o Japão já tinha perdido a guerra, porém, não aceitava a rendição. Os EUA atacaram com 2 bombas nucleares e Hirohito aceitou a rendição em rede de rádio nacional. Hirohito foi julgado por crimes de guerra, mais foi deixado no poder após a guerra por causa de revoltas populares. Os Aliados ficam no Japão até 1950 e tomam medidas democratizantes, o que ajudou o Japão a se tornar uma potência industrial a seguir. Hirohito morre aos 63 anos em Tóquio, e seu trono fica para seu filho, Akihito.

Franklin Roosevelt: (* Nova Iorque 1882, † Warm Springs 1945) – Roosevelt se formou em Harvard, Como seu primo, Roosevelt tornou-se chefe da Marinha em 1912. Em 1928, apoiado por Alfred Smith, ganhou as eleições de Nova Iorque. Em 1930, foi reeleito. Em 1932 foi eleito presidente dos EUA, recuperando-o da crise de 29. Na Segunda Guerra, foi responsável pela entrada dos EUA após o ataque Pearl Harbor. Em 39, ele contraiu poliomielite, porém, preferia andar ajudado por um agente da CIA do que numa cadeira de rodas. Ele foi o primeiro presidente americano a conseguir mais de mais de dois mandatos. Em 1945, ele morreu enquanto os EUA ainda estavam na guerra. Não foi ele responsável pelas bombas nucleares.

Winston Churchill: (* Woodstock 1874, † Londres 1965) – Churchill era filho de um nobre inglês e de uma americana. Estudou numa academia militar e serviu no regimento de hussardos até 1889. Era correspondente de Guerra em Cuba, na índia e na África do Sul. Em 1900, foi eleito deputado, pelo partido conservador. Rompeu com o mesmo em 1904. Em 1906, filiou-se ao partido liberal, elegendo-se novamente deputado. Em 1911, Churchill virou Lorde do Almirantado, e modernizou a Marinha de Guerra de todo o Reino Unido. Depois de fracassar na Turquia na Primeira Guerra, afastou-se do exército. Após o fim da Primeira Guerra, Churchill adquiriu um perfil mais conservador e passou a se envolver mais na política. Em 1916 voltou ao parlamento. Entre 1919 e 1921, foi Ministro da Guerra. Em 1921 e 1922, Ministro das Colônias e, entre 1924 e 1929, Ministro das Finanças. Em 1939 voltou à Marinha e em 1940 foi nomeado 1º Ministro. Depois disso, teve participação decisiva na 2ª Guerra, lutando ao lado dos Aliados. Morreu aos 90 anos, vitima de derrame.

Charles de Gaulle: (* Lille 1890, † Colombey-les-Deux-Églises 1970) – De Gaulle era um oficial de prestígio, e havia sido preso por Alemães na 1ª Guerra Mundial. Em 1940, foi nomeado general brigadeiro e, mais tarde, subsecretário de Estado no Ministério da Guerra. Também em 1940, uma parte da França foi tomada por Alemães, e a outra virou uma ditadura do marechal Henri Phillipe Pétain, que transferiu a capital para Vichy, onde montou um governo conservador e aliado dos nazistas. Enquanto isso, em Londres, o general Charles de Gaulle lançou o movimento de resistência “França Livre”. Os grupos de sabotagens e a rede de informações de inteligência militar comandados por de Gaulle foram vitais para a retomada da França pelos aliados. Aclamado herói de guerra, ele retornou à França em junho de 1944. Eleito presidente da República em 1945, não conseguiu maioria na Assembléia Nacional e renunciou em 1946. Eleito novamente presidente, em 1959, de Gaulle iniciou um governo forte, nacionalista e conservador. No entanto, negociou a independência da Argélia e enfrentou a oposição armada dos oficiais de direita do Exército. Além de reerguer a economia, ele desvinculou o comando militar da OTAN, a Organização do Tratado do Atlântico Norte, controlada pelos Estados Unidos. Assim, restabeleceu o poder político da França na Europa. Em 1965 foi reeleito e em 1969 renunciou, devido a revoltas populares por causa de seu estilo conservador. Morreu na França, com 80 anos de idade.

Douglas MacArthur: (* Little Rock 1880, † Washington D.F. 1964) – MacArthur tornou-se chefe do Estado-Maior entre 1930 e 1935. Após sua retirada do Exército, acumulou experiência como conselheiro militar do governo filipino entre 1935 e 1941, adquirindo importantes conhecimentos sobre a geopolítica militar na área do Pacífico. Foi considerado qualificado para desempenhar cargos de responsabilidade quando os Estados Unidos entraram na guerra. Assim, em 1942, foi comandante-chefe das forças aliadas no Sudeste do Pacífico e, em 1944, da totalidade das forças militares na região. Após a capitulação do Japão, em 1945, iniciou, chefiando as tropas aliadas de ocupação, as reformas das instituições japonesas do pós-guerra. Como comandante-chefe das tropas da ONU na Guerra da Coréia (1950-1953), tomou Seul e avançou até a fronteira com a China. Sua proposta para a continuação da guerra, com o risco de confronto nuclear, não foi aceita pelo presidente Harry S. Truman, que o destituiu em 1951.

Harry Truman: (* Lamar 1884, † Kansas City 1972) – Harry Truman cresceu em Independence e trabalhou como fazendeiro. Ao voltar da França após a Primeira Guerra Mundial, ele se tornou ativo no Partido Democrata, pelo qual foi eleito senador em 1934. Na Segunda Guerra Mundial, ele comandou o comitê de investigação de guerra do Senado antes de ser eleito vice-presidente de Franklin Roosevelt. Após a morte do mesmo, assumiu o governo, com os EUA ainda em guerra. A Segunda Guerra Mundial estava praticamente terminada no front europeu, mas ainda estava longe do fim no front asiático. Embora tivessem sofrido grandes derrotas navais, os japoneses apresentavam grande poder de resistência. Nesse contexto surgiu o plano de obrigar o Japão a se render mediante o ataque com bombas atômicas. Truman, após consultar seus conselheiros, ordenou que as bombas atômicas fossem lançadas contra cidades dedicadas ao trabalho de guerra. Duas delas eram Hiroshima e Nagasaki. A rendição dos japoneses ocorreu imediatamente em seguida, em agosto de 1945. Em junho de 1950, quando a Coréia do Norte comunista atacou a Coréia do Sul, Truman realizou prontamente uma conferência com seus conselheiros militares. Uma luta longa e desencorajadora se seguiu enquanto as forças da ONU mantinham posição acima da antiga fronteira da Coréia do Sul. Truman manteve a guerra limitada, buscando não arriscar um conflito maior com a China e talvez a União Soviética. Ele se aposentou em Independence, e morreu em 26 de dezembro de 1972, aos 88 anos.

Philippe Pétain: (* Cauchy-à-la-Tour 1856, † Port Joinville 1951) – Depois de organizar de forma brilhante a defesa de Verdun em 1916, Pétain foi aclamado como "salvador de Verdun" e considerado herói nacional. Em 1917, assumiu o cargo de comandante-chefe do Exército francês e, em 1918, foi nomeado marechal. Depois do ataque alemão em 1940, ocupou, em maio do mesmo ano, o cargo de vice-presidente do Governo e, em junho, a presidência, negociando o armistício com a Alemanha e a Itália em 22 de junho. Já antes da guerra, era partidário de uma política de entendimento com a Alemanha e, depois de ser eleito chefe de Estado ("chef de l'État Français") pela Assembléia Nacional, formou um governo autoritário-paternalista na França não-ocupada (com sede em Vichy), nomeando François Darlan como chefe do Governo (1941-1942). Tentou manter certa independência na França de Vichy, mas sempre colaborando com a Alemanha nacional-socialista (por exemplo, na deportação dos judeus). Depois da entrada das tropas alemãs na zona não-ocupada até 1942, conservou um poder apenas nominal, pois Adolf Hitler pressionou-o para que nomeasse Pierre Laval como chefe do Governo. Em 1944, fugiu para a Alemanha e, em 1945, compareceu perante o Supremo Tribunal francês. Devido à sua idade avançada, não lhe foi aplicada a pena de morte a que fora condenado.

Erwin Rommel: (* Heidenheim 1891, † Herrlingen 1944) – Erwin era filho de um professor protestante. Rommel ficou conhecido como raposa do deserto devido à astúcia no comando dos exércitos alemães e italianos que tentavam dominar o norte da África durante a segunda guerra mundial. No livro Memórias da segunda guerra mundial, Winston Churchill, primeiro-ministro inglês durante o conflito, relata seu respeito pelo oficial nazista:
“Durante toda a campanha africana, Rommel revelou-se um mestre no manejo de formações móveis, especialmente no reagrupamento rápido após uma operação, de modo a dar seguimento a um sucesso. Era um esplêndido jogador militar, que dominava os problemas dos suprimentos e desdenhava a oposição. A princípio, o Alto Comando alemão, tendo-lhe dado rédea solta, ficou atônito com seus sucessos e se sentiu inclinado a contê-lo. Seu ardor e intrepidez infligiram-nos desastres lastimáveis, mas ele merece a saudação que lhe fiz – não sem uma certa recriminação do público – na Câmara dos Comuns em janeiro de 1942, quando disse a seu respeito: ‘Temos conta nós um oponente muito arrojado e hábil e, permitam-me dizê-lo em meio à devastação da guerra, um grande general.’ Ele também merece nosso respeito porque, embora fosse um leal soldado alemão, passou a odiar Hitler e todas as suas obras e participou da conspiração de 1944 para resgatar a Alemanha, afastando o maníaco e tirano. Por esse ato, pagou com a vida”.
Perto do final da guerra, Rommel foi acusado de traição. Hitler, considerando o seu histórico e prestígio, faz uma proposta: ao invés de ser submetido a julgamento, cujo veredito certamente seria a condenação à morte, ele poderia dar fim à própria vida, salvando com esse ato seus familiares. Rommel aceita e ingere veneno.

Fontes: Wikipédia e Uol Educação

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Reescolando BFS

EBA! Isso mesmo! Podem comemorar!
Tenho duas notícias boas não, ótimas para vocês, caros leitores. A primeira é de que, em breve, teremos uma rádio tocando só JONAS BROTHERS!!! Brincadeira, claro que não. A primeira é que atualizei o modelo do Blog e ele está mais moderno, rápido e fácil. Ele está BFF (Better, Faster and Stronger). Veja abaixo a lista das alterações e melhorias
A segunda é que agora temos o nosso próprio "Player" em Flash, como o Youtube, porém, será muito mais fácil adicionar vídeos as postagens. Podem crer que a partir de agora os posts serão muito mais animados...

Lista de Melhorias do Reescolando 2.0:
- Mais rápido de carregar;
- Dois sistemas de busca (tradicional e moderno, que abre na página de posts);
- Melhor vizualizado no "Firefox" e "Google Chrome";
- Melhor vizualizado em rezoluções maiores (talvez isso não seja uma melhora...);
- Duas barras laterais;
- Imagens carregadas mais rapidamente;

E muito mais, que voc~es decobrirão com o tempo...

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Nomes Exóticos

Nomes Exóticos

A criatividade do ser humano é o que o diferencia dos outros animais, a prova disto são os (lindos) nomes que o povo dá aos seus filhos, alguns nomes são tão estranhos que não se sabe o sexo da criança...Não sei vocês, mas eu mudaria meu nome! Veja uma (grande e engraçada) lista de nomes verídicos, registrados em cartório:


Abrilina Décima Nona Caçapava
Abril Alata de Cerve Janocarro
Acheropita Papazone
Adegesto Pataca
Adolpho Hitler de Oliveira
Adidas de Tênis Bons
Agrícola Beterraba Areia Leão
Alce Barbuda
Aleluia Sarango
Amável Pinto
Alma de Vera
Amazonas Rio do Brasil Pimpão
América do Sul Brasil de Santana
Amin Amou Amado
Amor de Deus Rosales Brasil (feminino)
Anatalino Reguete
Amyne de Oliveira
Antônio Americano do Brasil Mineiro
Antônio Anônimo Andrade Filho
Antonio Buceta Agudim
Antônio Dodói
Antônio Manso Pacífico de Oliveira Sossegado
Antônio Querido Fracasso
Antonio Treze de Julho de Mil Novecentos de Dezessete
Apurinã da Floresta Brasileira
Araci do Precioso Sangue
Argentino Argenta (e ele é brasileiro!)
Aricléia Café Com Chá
Armando Nascimento de Jesus
Arquiteclínio Petrocoquínio de Andrade
Asteiróide Silvério
Ava Gina (em homenagem a Ava Gardner e Gina Lolobrigida)
Bananéia Oliveira de Deus
Bandeirante do Brasil Paulistano
Barrigudinha Seleida
Baruel de Itaparica Boré Fomi de Tucunduvá
Bende Sande Branquinho Maracajá
Benedito Autor da Purificação
Benedito Camurça Aveludado
Benedito Frôscolo Jovino de Almeida Aimbaré Militão de Souza
Benvindo Viola
Baruel de Itaparica Boré Fomi de Tucunduvá
Bezerro Assado
Bispo de Paris
Boaventura Torrada
Bomfilho Persegonha
Bonachão daAlegria Ferreira
Bonevolente Moreira
Brandamente Brasil
Brasil Washington C.A. Junior
Bruno Indeciso e Desastrado
Bucetildes (chamada, pelos familiares, de Dona Tide)
Cafiaspirina Cruz
Capote Valente e Marimbondo Trindade
Carol Lina Almeida
Caroxinna Gusmão
Carabino Tiro Certo
Céu Azul do Sol Poente (o céu devia estar lindo mesmo...)
Chevrolet da Silva Ford
Colapso Cardíaco da Silva (nçao foi infarte?)
Comigo é Nove na Garrucha Trouxa

Confessoura Dornelles (esta deve se confessar todo dia...)
Crisopasso Compasso (como???)
Deus É Infinitamente Misericordioso
Esparadrapo Clemente de Sá

Éter Sulfúrico Amazonino Rios (socorro...)
Faraó do Egito Souza (é ruim, ein???)
Fernando Ferreira Fernandes Ferrado (este tá mesmo ferrado...)
Flávia Enquadrada de Mendessá
Flávio Cavalcante Rei da Televisão
Florbella Spanca

Gabriel de Pedro e Maria de André de Fernando da Helena Fonseca (quem é o pai?)
Gabrilucas Mothio (vai ver o pai queria Gabriel e a mãe queria Lucas...)
Gigle Catagligia
Graciosa Rodela

Gusano da Água Salgada
Heleneuza Silva

Hidráulico Oliveira (deve ser encanador...)
Himineu Casamentício da Dores Conjugais (este disse tudo...)
Homem Bom da Cunha Souto Maior
Hugo Madeira da Lei Aroeiro
Hypotenusa Pereira (a prova que a geometria deixa as pessoas traumatizadas...)

Ilegível Inelegível (ein???)
Inalô Fumaça de Escapamento (isto com qualquer um que vive numa cidade grande...)
Inocêncio Coitadinho (se for culpado se mata!)
Inútil Andrade Ferreira
Jacinto Leite Aquino Rego
Janeiro Fevereiro de Março Abril
João Cara de José
Joaquim Pinto Molhadinho
José Amâncio e Seus Trinta e Nove
José Casou de Calças Curtas (disse tudo!)
Lança Perfume Rodometálico de Andrade
Leonardo Maritaca Pássaros da Fazenda
Manganês Magasnésfero Nacional (trabalha na Vale?)
Maria Cristina do Pinto Magro
Maria da Boa Morte
Maria da Reencarnação
Maria da Segunda Distração
Maria Anna de Oliveira
Naída Navinda Navolta Pereira
Necrotério Pereira da Silva
Oceano Atlântico Linhares (a praia devia ser linda...)
Olinda Barba de Jesus
Otávio Bundasseca
Otávio Marinalva da Mariana
Pália Pélia Pólia Púlia dos Guimarães Peixoto
Pedro Paulo Paulista
Plácido e Seus Companheiros
Produto do Amor Conjugal de Marichá e Maribel
Restos Mortais de Catarina
Rocambole Simionato
Rolando Escadabaixo
Sete Chagas de Jesus e Salve Pátria
Sete Rolos de Arame Farpado
Simplício Simplório da Simplicidade Simples
Spanca Dor da Gente da Silva (espanca a dor ou a gente?)
Tatyza Queirós da Silva
Talitona Cosatinha Marixá de Jesus
Theodoro Franklin Rusveldi (me soa familiar...)
Última Delícia do Casal Carvalho (este é bom!)
Um Dois Três de Oliveira Quatro (fala sério, este cara existe?)
Vicente Mais ou Menos de Souza
Victorugo Escritor das Camélias (também me soa familiar...)
Vitória Carne e Osso
Ypsulon de Bernardes
Zorro da Silva (me lembra um filme...)



Parte dos nomes foram retirados de:

http://www.blogdamediocridade.blogspot.com/

http://algunsnomesestranhos.blogspot.com/